Notícias

Quarto de bebê: dicas de iluminação para criar um ambiente perfeito

Em mais um texto sobre Light Design a arquiteta Flora Barros desta vez volta sua preocupação para o quarto do bebê – veja as dicas que a profissional recomenda!

Não há visita mais esperada na casa que a do seu filho vindo da maternidade. E você sendo uma pessoa muito hospitaleira deve preparar sua casa, mais especificamente um quarto para essa visita – mais que visita, na verdade, pois se trata de um novo membro da família. E esse um membro especial, que precisa de cuidados e atenção, dia e noite. Pensando nisso, a arquiteta Flora Barros separou umas dicas para quem espera essa visita mais que especial. Boa leitura!

 

 

O ambiente é extremamente importante para o crescimento da criança. E, se tratando de um bebê, é interessante que o quarto seja agradável e calmo, para evitar a agitação por parte dele. Flora Barros diz que, além da luz, as cores usadas na parede também fazem total diferença. “As cores das paredes influenciam muito. O ideal é usar cores que acalmam como o tom pastel, uma cor mais amarelada, o roxo ou um lilás. Já a iluminação deve ter um tom mais amarelado, em 3.000 kelvins”, explica.

 

Essa luz mais aconchegante, mais calma, vai facilitar o sono do bebê. Por outro lado, complica um pouco para os pais na hora de trocar a fralda, por exemplo. Neste caso, Flora indica o uso da iluminação de tarefa. “É importante o uso da iluminação de tarefa para a troca de fralda, para os pais conseguirem ler um livro ou até mesmo para a amamentação, quando a criança precisa ficar um pouco mais esperta. Eu indico um tom neutro, na casa dos 4.500 kelvins, para poder enxergar bem. O mesmo vale para o guarda-roupa da criança. Um tom neutro com um índice de reprodução de cor alto, para poder ver as cores certas das roupas”, diz a arquiteta.

 

À noite os pais precisam descansar, mas o bebê insiste em acordar e chorar cada vez mais alto. Por isso, a ideia é fazer do ambiente o mais calmo possível, para que a criança durma bastante. “Durante a noite um abajour ajuda. Também poderia fazer um rasgo na parede, a 50cm do piso, e embutir um perfilado de LED, que iluminasse o chão, e que daria a sensação de que a parede estaria flutuando. Tudo em uma temperatura bem quente”.

 

“Já durante o dia, a iluminação natural nunca deve entrar pura, sem cortina na janela. Neste caso, pode-se usar uma persiana ou algum outro aparato que bloqueie parte do sol. Ao mesmo tempo, esse aparato deve dar a opção de abrir toda a janela para a entrada do sol, já que ele tem ação bacteriana. Sem falar que a criança precisa entender que há dia e noite, para que o ciclo circadiano da criança não seja interferido”, diz Flora Barros.

 

Gostou dessas dicas e quer implementar no ambiente? Para conferir os serviços oferecidos pelo escritório Flora Barros Arquitetura, realizar orçamentos ou tirar dúvidas sobre projetos de arquitetura e iluminação, acesse o site www.florabarros.arq.br ou ligue para (81) 99268.7639.

 

Serviço:

Arquiteto em Recife, Flora Barros Arquitetura é especialista em Projetos de Light Design (Iluminação) e também: Projetos de Arquitetura e Urbanismo, Projetos de Construção, Processos de Regularização Fundiária e Lei do Puxadinho.

Fone: (81) 99268.7639

e-Mail: contato@florabarros.arq.br

Website: www.florabarros.arq.br

Instagram: @Instagram

Facebook: Facebook.com/florabarrosarq

 

Página Relacionada: www.florabarros.arq.br/light-design.html

Matéria no NoticiadorWeb: Quarto de bebê: dicas de iluminação para criar um ambiente perfeito

Autor: Blog da Usinagem

Data de Publicação: 10/07/2019

Esta notícia já foi visualizada 669 vezes.

Esta notícia ainda não tem comentários.

Deixe um comentário

Nome  
E-mail  
Telefone  

Desejo receber notificações se alguém mais comentar a noticia.