Notícias

Boletim 3 – Ministro das Cidades diz que Brasil carece de bons projetos que poderiam diminuir os gargalos da infraestrutura

Avaliação foi feita durante Fórum realizado na M&T Expo 2018, que está sendo promovida em São Paulo

 

Os investimentos brasileiros em infraestrutura, que tem se mantido em níveis aquém do necessário, poderiam ser maiores se existisse mais projetos à disposição. A avaliação é do ministro das Cidades, Alexandre Baldy e foi feita em palestra proferida na M&T Expo 2018 – 10ª Feira Internacional de Equipamentos para Construção e Mineração, que está sendo realizada em São Paulo. “Tanto para saneamento básico, quanto para obras habitacionais, há recursos disponíveis, mas não temos, por parte dos Estados e dos municípios, projetos consistentes em número suficiente”, assegurou Baldy.

O ministro esclareceu ainda que há outros obstáculos para a não execução de obras na área de infraestrutura. Um exemplo são questões regulatórias relacionadas com abertura de licitações. “Há casos de dotações orçamentária onde os municípios dispunham de 90 a 120 dias para se candidatar a recursos para uma determinada obra. Como os gestores municipais, muitas vezes, não tem estrutura suficientemente ágil para elaborar um projeto, perde o prazo. Nós mudamos isso no início deste ano e agora os municípios terão até um ano para se qualificar e receber o recurso”, explicou o ministro.

Com a avaliação do ministro sobre a deficiência em termos de bons projeto concorda Jorge Luiz Macedo Bastos, presidente da EPL – Empresa de Planejamento e Logística. “Com a atual situação de defasagem de infraestrutura que o Brasil apresente ter um bom planejamento e, em consequência, bons projetos é fundamental”, ponderou Bastos que participou, junto com o ministro das Cidades, do Fórum E Agora Brasil? Infraestrutura, organizado por meio de uma parceria entre a M&T Expo e os jornais O Globo e Valor Econômico. Segundo Bastos, a falta de planejamento e de bons projetos impede o Brasil de atrair um expressivo volume de recursos do exterior, que poderiam ser alocados no segmento de infraestrutura. 

Consultor diz na M&T Expo 2018 que reduzir gargalos da infraestrutura exigirá que Brasil invista 4% do PIB durante 20 anos 

Para reduzir a defasagem em termos de obras de infraestrutura no Brasil teremos de ampliar os investimentos nessa área, dos atuais 1,7% do PIB para uma média anual de 4% do PIB nos próximos 20 anos, sucessivamente. O alerta foi feito nesta terça-feira (27) em palestra na M&T Expo 2018 – 10ª Feira Internacional de Equipamentos para Construção e Mineração, que está sendo realizada em São Paulo, pelo consultor Cláudio Frischtak, da Inter B Consultoria. “O quadro é bem crítico, pois num recente estudo feito pelo Ipea – Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, hoje, nosso estoque de recursos investido em obras de infraestrutura é de 36% do PIB, quando já chegou a 60% do PIB no início dos anos de 1980, como reflexos dos elevados investimentos feitos durante o período militar”, informou.

O palestrante salienta que não se consegue reproduzir as condições existentes nos anos 60 e 70, pois, a seu ver, o Estado perdeu toda capacidade de ditar o ritmo dos investimentos. No entender de Frischtak, as principais ações para reduzirmos os gargalos da infraestrutura são: ter uma política de Estado e não de governo nessa questão; usar criteriosamente os recursos públicos; criar um ambiente de negócios com segurança jurídica e horizonte de planejamento; formar uma carteira de projetos que levem em conta análise de custo-benefício; conseguir maior envolvimento do setor privado; e desenvolver novas formas de financiamento com maior participação do mercado de capitais.

Inteligência artificial já é utilizada na construção de estradas, afirma palestrante na M&T Expo 2018 

A construção de estradas não depende mais da experiência acumulada dos trabalhadores. A evolução tecnológica aplicada ao segmento já permite obter ótimo desempenho mesmo com uma equipe menos experiente, afirmou Justo Santos, responsável técnico e suporte comercial do segmento de Road Machinery Volvo na América Latina, em palestra na Arena de Conteúdo da M&T Expo 2018 – 10ª Feira Internacional de Equipamentos para Construção e Mineração, que é realizada em São Paulo e se prolongará até a próxima quinta-feira (29).

No entender do palestrante, soluções em sensores, inteligência artificial e telemetria têm ajudado muito nas obras em rodovias. “Hoje, os equipamentos guiam os passos dos operadores”, contou. Para a compactação do asfalto, por exemplo, a Volvo oferece o sistema Compact Assist com o software Density Direct, que mede, em tempo real, a densidade do asfalto que está sendo aplicado, permitindo a correção de falhas durante a obra. Já a solução Pave Assist funciona, segundo Santos, como uma central de informações sobre o processo de pavimentação, oferecendo dados sobre o mapeamento termal da área de trabalho, um cálculo do material utilizado e até previsão do tempo. “É uma ferramenta muito útil, porque não dá para continuar a trabalhar com chuva e a operação pode enviar uma mensagem para a usina de asfalto para parar a produção”, explicou.

A 10ª M&T Expo é o principal ponto de encontro do setor na América Latina. Promovida, pela primeira vez, em 1995, pela Associação Brasileira de Tecnologia para Construção e Mineração (Sobratema), a edição de 2018 marca o início do acordo de cooperação de longo prazo firmado entre a entidade e a Messe München, promotora da bauma, maior feira mundial da área de equipamentos para construção. Para visitar a M&T Expo 2018, basta realizar o credenciamento online no site oficial.

Serviço:

M&T Expo 2018 – 10ª Feira Internacional de Equipamentos para Construção e Mineração

Data: 26 a 29 de novembro de 2018

Horários: 26 a 28 – 13h às 20h

                   29 – 9h às 16h

Local: São Paulo Expo Exhibition & Convention Center – Rodovia dos Imigrantes, km 1,5 – Água Funda – São Paulo/SP

Informações e credenciamento: http://www.mtexpo.com.br

 

Sobre a Messe München

A Messe München é uma das empresas líderes mundiais de feiras de negócios. Organiza cerca de 50 feiras de bens de capital e de consumo e as mais importantes feiras de alta tecnologia em Munique e em outros países. A cada ano, mais de 30.000 expositores e cerca de dois milhões de visitantes participam em eventos realizados no centro de feiras e exposições da Messe München, no ICM – Internationales Congress Center München e no MOC Veranstaltungscenter München (Centro de Congressos de Munique). Além disso, a Messe München organiza feiras em países como China, Índia, Turquia e Rússia. A Messe München tem uma presença empresarial global com afiliadas na Europa, Ásia e África e mais de 60 representantes estrangeiros trabalhando em mais 100 países.

Sobre a Sobratema

A Sobratema – Associação Brasileira de Tecnologia para Construção e Mineração se dedica a propor soluções para o desenvolvimento tecnológico do setor, difundir conhecimentos e informações e participar da formação, especialização e atualização de profissionais que atuam no mercado brasileiro da construção e mineração. Com 30 anos de atividade, conta com o apoio de mais de 650 associados (profissionais e empresas de construção, de locação, fabricantes e prestadores de serviços) e de parcerias estratégicas, com as principais entidades e empresas do setor da construção e da mineração no Brasil e Exterior. A entidade possui a Inteligência de Mercado, dedicada a estudos e pesquisas para subsidiar a tomada de decisões estratégicas das empresas, o Instituto Opus para capacitação profissional, a Sobratema Publicações para edição de livros e revistas técnicas. Além disso, organiza eventos especializados: a BW Expo – Feira de Serviços e Tecnologias para Gestão Sustentável de Água, Resíduos, Ar e Energia, Workshop, Fórum Infraestrutura, Tendências no Mercado da Construção e as Missões Empresariais, que levam profissionais para as mais importantes feiras internacionais dos setores da construção e da mineração.

Página Relacionada: noticiadorweb.com.br/index.php?action=show&secao=exibir_noticia&noticia_id=16994

Matéria no NoticiadorWeb: Boletim 3 – Ministro das Cidades diz que Brasil carece de bons projetos que poderiam diminuir os gargalos da infraestrutura

Autor: Newsletter do Locador

Data de Publicação: 28/11/2018

Esta notícia já foi visualizada 78 vezes.

Esta notícia ainda não tem comentários.

Deixe um comentário

Nome  
E-mail  
Telefone  

Desejo receber notificações se alguém mais comentar a noticia.