Notícias

Uma nova era para os resíduos de construção e demolição (RCD)

Há uma crescente procura de soluções eficazes para a reciclagem dos resíduos de construção e demolição (RCD).



Há uma crescente procura de soluções eficazes para a reciclagem dos resíduos de construção e demolição (RCD). E se essas soluções estiverem bem debaixo do nosso nariz (ou na frente dos nossos olhos)? Muitas vezes bastaria apenas mudar de perspectiva e entender que os RCD não são entulhos inúteis, muito pelo contrário. São um recurso enorme, e não de todo explorado. O modo como são processados exige portanto um novo ponto de vista.


Um ponto de vista que, se olharmos a nossa volta, é simples e ao alcance de todos. Qual? A união faz a força!


Cada vez mais as pessoas do mundo inteiro compartilham suas experiências para ajudar os outros a obter melhores resultados. E o mesmo vale para a reciclagem dos resíduos de construção e demolição.

No fundo, é o meio ambiente que se beneficiará de um processo de reciclagem mais simples. O aterro, portanto, não é a solução. Sim, porque a reciclagem dos RCD é simples: primeiro, o material é separado. Depois, é reduzido de volume. A seguir os metais são separados e é obtida a parte fina.

A britagem para a redução volumétrica é considerada uma fase crítica por vários motivos.


E aqui entra em jogo a experiência de quem já encontrou um modo simples e econômico para realizá-la. E compartilha com os outros. Fazendo nascer uma nova era.

 


Caso 1


O reforço de aço nas estacas de concreto foi uma inovação sensacional do século 19°. Os vergalhões de aço dão resistência ao concreto armado. O problema é eliminar estas barras de aço assim como todo o entulho em geral que contêm ferro porque a sua eliminação torna-se na maioria das vezes longa e dispendiosa.


Na França, nos Pireneus, o uso combinado de uma caçamba trituradora BF80.3 com separador de metais e uma escavadeira New Holland foi a solução ideal para o problema da eliminação dos dormentes ferroviários acumulados ao longo do tempo https://www.youtube.com/watch?v=YRHb9PI2tYk


 


A caçamba trituradora MB funciona com qualquer marca de escavadora, utilizando o mesmo sistema hidráulico. Permite portanto processar facilmente o material que até agora era considerado um resíduo difícil de eliminar, transformando-o em uma nova fonte de renda.


A alternativa no mercado dada pela caçamba trituradora de mandíbulas MB representa o modo econômico de separar o concreto do ferro ou de outros metais. Para facilitar a operação de carga, pode-se encher a caçamba com a pinça MB e deixar que as mandíbulas e a gravidade façam o resto.


Em alternativa, um operador experiente pode carregar a caçamba trituradora simplesmente manobrando a escavadeira. Com o separador de metais instalado na caçamba trituradora fica mais fácil separar e recuperar as partes metálicas.


 


Caso 2


 


Brasil –Um grande acúmulo de postes elétricos estava depositado como entulho inutilizado dentro de um armazém justamente porque não sabiam como eliminá-lo. Mas com a ajuda da caçamba trituradora BF60.1 acoplada a uma escavadeira Case CX130B, os velhos postes foram transformados em uma fonte de renda: foram triturados fácil e rapidamente e o ferro extraído foi depois revendido.


Uma trituradora tradicional não teria conseguido processar estes postes porque o ferro poderia ter danificado sua dispendiosa correia de transporte.


Quem utiliza uma caçamba trituradora MB tem a oportunidade de ser proativo, acelerando os tempos e mantendo um orçamento competitivo, inclusive para trabalhos mais exigentes.

Outro modo para facilitar a recuperação do material inerte com as trituradoras tradicionais é introduzir na trituradora material uniforme. Isto é obtido simplesmente usando material que já foi processado com a caçamba trituradora e/ou com a caçamba peneira MB.


Caso 3


Paris (França), a união faz a força. Não encontramos uma citação mais adequada do que esta para obter calibres diferentes em tempos recordes reduzindo ao mesmo os custos de produção.


Como no caso da caçamba trituradora BF135.8 que, acoplada a uma escavadeira Volvo E700, brita blocos de silício diretamente na estação de peneiração já existente na pedreira.


Normalmente a operação de redução volumétrica necessita de amplos espaços para manobrar os grandes equipamentos e o uso de mais máquinas para a carga e a descarga do material.


Agora, com a caçamba trituradora acoplada a uma escadeira, pode-se trabalhar em espaços reduzidos. https://www.youtube.com/watch?v=W7KpGDIwayI


Além disso, os locais de extração estão mudando, os programas de trabalho são rígidos e o compromisso com a segurança é crucial. No caso francês, a caçamba trituradora BF135.8 permitiu trabalhar em total segurança. Após a extração, a sílica deve ser reduzida de tamanho para depois poder ser tratada. A caçamba trituradora MB simplesmente recolhe o material e com as mandíbulas reguladas a 0/120 brita-o diretamente na boca da peneira. Praticamente o operador gere todo o processo produtivo de modo seguro a partir da cabine da escavadeira.

 


Caso 4


Quando as pedreiras são de dimensões enormes, é preciso dispor de máquinas práticas. No México, por exemplo, o equipamento utilizado em uma grande pedreira de calcário incluiu a caçamba peneira MB-S18 acoplada a uma Caterpillar 336D. https://www.youtube.com/watch?v=xeFycHkqTkM


Separando previamente o material e utilizando uma única máquina operadora é possível não só aumentar a taxa de produção horária, mas também minimizar os custos.


Hoje nas pedreiras o fator da logística representa um fator cada vez mais problemático. Para levar o material até às centrais fixas de tratamento é preciso fazer muitas viagens. A MB oferece uma solução para este problema com equipamentos flexíveis e inovadores.


Desde as origens, a humanidade procurou modos de operar cada vez mais produtivos. Cada desafio exige soluções específicas, portanto as combinações possíveis para levá-lo a bom termo são inúmeras. Muitos ainda não sabem qual é a solução mais adequada para o próprio canteiro.


Talvez bastaria dar uma olhada no que as máquinas MB fazem nos canteiros pelo mundo para poder entender o ponto de virada.

 

Página Relacionada: Nenhuma Página Informada

Matéria no NoticiadorWeb: Uma nova era para os resíduos de construção e demolição (RCD)

Autor: MKT PortaldoLocador.com

Data de Publicação: 29/08/2018

Esta notícia já foi visualizada 70 vezes.

Esta notícia ainda não tem comentários.

Deixe um comentário

Nome  
E-mail  
Telefone  

Desejo receber notificações se alguém mais comentar a noticia.